sábado, março 05, 2005

Pensamentos roubados II

Quando se abusa da máscara e ela se cola à pele é uma segunda cara que surge, falsa, a baralhar o espelho e a vida.
Do Jorge.

estou [eu] em máscara [disfarce]
e que dizem dela [escrita] ressalta
ilusão, [sei] talvez ficção [ou orgia]
de tons e toques, de cara em guerra
que se põe [disfarça]… nesta escrita
realça [bela] como só tu [essência]
mas[cara]
© de[mente]

2 comentários:

jocapoga disse...

Só hoje reparei que o meu blog foi visitado pela dona deste.
As minhas desculpas por não ter retribuido mais cedo.
E porque gostei, vou voltar.

Vítor Leal Barros disse...

uma ladra de posts bonitos está sempre perdoada... :))... beijos