sábado, abril 30, 2005

A chain-letter culta

Corre a net à velocidade luz e mais cedo ou mais tarde apanha-nos na teia. Este veio da LN e o Miguel como também já mo tinha apresentado no defunto (quase a rejuvenescer) Escolaridades, deixo-lhes um beijinho. :)

Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?
Depreendo pela pergunta que teria que ser obrigatoriamente um livro a ser queimado... hum... é maldade, não conseguiria queimar livros, mas hipoteticamente poderia ser a colecção completa das Sabrinas (eheh).

Já alguma vez ficaste apanhadinha(o) por uma personagem de ficção?
Não. Entram-me facilmente como ar, mas nunca ao ponto de ficar apanhadinha. Pela ficção em si sim, pelo personagem não.

Qual foi o último livro que compraste?
"O Crepúsculo do Dever - A ética indolor dos novos tempos democráticos" de Gilles Lipovetsky e o "Mito do Contexto - Em defesa da ciência e da racionalidade" de Karl Popper.

Qual o último livro que leste?
"A Rebelião das Massas" de Ortega Y Gasset

Que livros estás a ler?
Tenho sempre alguns em mãos, apesar de gostar de ler um de cada vez. "Sete cartas a um jovem filósofo" de Agostinho da Silva; "O futuro está aberto" de K. Popper e Konrad Lorenz.

Que livros (5) levarias para uma ilha deserta?
"A Condição Humana" de Hannah Arendt (incontornável, mantenho LN)
"O Existencialismo é um Humanismo" Sartre
"Ética a Nicómaco" Aristóteles
"CRP"; "CRPr"; "CFJ" de Kant (isto vai parecer muiiiiito estranho a vocês, mas numa ilha deserta...entendam!)
Levava tudo de Herman Hesse e de Goethe e... e... não sei fazer isto sem fazer batota!
Já agora, será que o MacGyver escreveu alguma coisa? Dava jeitinho na ilha. ;)

A quem vais passar este testemunho (3 pessoas) e porquê?
Vou mandá-lo para o Vitor do Povo, para o Vasco do Santuário e para a Beatriz do Poesis.
Amanhem-se amigos!
Porquê? Não é por superstição, garanto-vos eu. Pela curiosidade.

10 comentários:

eliseu disse...

... bem, bem!!! O que eu gostava de ser editor!!! Tinha a subsistência garantida... com tanto livro a ser lido. UI! UI!

Tou de férias, passei apenas pa dizer olá (em tom de brincadeira)

Ps - não me esqueci da resposta que lhe devo... mas agora não: tou de férias!

Beatriz Seabra disse...

deixa ver se percebi, é suposto que responda a estas questões no meu blog, ou no teu? talvez fosse melhor aqui, pois no poesis não estou a ver...diz-me algo. beijo.
também posso responder nos comentários:)

Vasco Macieira disse...

Rosa, no seguimento do que já disse a beatriz, esclare-me o seguinte: como devemos proceder para responder a esta brincadeira/desafio? Beijinhos.

vlealbarros disse...

só tu para me obrigares a esta.... vais levar tao-tao!!! ;)

R.Dart disse...

Amigos, faz-se copy/paste para o vosso blog e respondem lá. Não se preocupem que se não quiserem eu não ligo a isso :) Beijinhos!

Eliseu, eu é que já não sei qual foi a pergunta que lhe fiz mas terá sido a do ter ídolos? :)
Goze as suas férias à vontade, eu estou doente e também não tenho vindo cá. Bj*

LN disse...

Curiosidade saciada, R. dart.

Tão kantiana? Menina... isso ainda dá tristeza, que o kant nem vislumbrou a multiculturalidade ;)

R.Dart disse...

Hehe, não LN, não Kantiana em tudo. :) Não sigo dogmaticamente qualquer corrente ou teoria, sou um mix sempre em devir de muitas.
Gosto de Kant pelo exercício que se faz ao lê-lo. Gosto da dificuldade do homem. O que é que se há-de fazer? :)
Beijinho.

Beatriz Seabra disse...

bom, missão cumprida, passei o testemunho e estou a achar graça. as pessoas estão a colaborar e a trocar conhecimento...woolf parece ser unânime nas respostas que já li. beijo grande.

R.Dart disse...

Lembrei-me dum ídolo... a Pantera cor-de-rosa serve? Ou nem por isso? :)
Foi das poucas, senão a única, que sobreviveu à minha infância. hehe.

R.Dart disse...

LN, mas sigo mais a linha de Aristóteles/Tomás de Aquino/Kant/malditos alemães e un peut de franciús. :) Tenho que admitir.
Bjinhos.