domingo, janeiro 08, 2006

...

Mostramos ser democráticos, acima de tudo, quando sabemos perder.
É saber aceitar as preferências dos outros e não assumir que a maioria é toda burra.
Iluminados são os candeeiros.

8 comentários:

gmarinho disse...

...subscrevo integralmente, também não me estão a agradar algumas reações mais biliares!!!

frosado disse...

muito bem, gostei!!!

Caiê disse...

Quando não estão fundidos, claro! Senão, nem esses! :)
eh eh eh!

Vítor Leal Barros disse...

rosa...100% de acordo (ultimamente tenho feito esta reflexão: anda meio mundo a subestimar outro meio... todos julgam os outros à sua medida... é uma pena...deveríamos esforçar-nos para que assim não fosse)

FSilva disse...

Muita razão Rosita, temos que respeitar os outros para sermos respeitados.

vermelhoFaial disse...

Discordo. Ser democrata é mais saber ganhar, não transformar vitórias em ditaduras de maioria e garantir espaço e liberdade de expressão aos democraticamente vencidos. Não há verdades absolutas, o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã.

elBravinha disse...

Concordo contigo Rosa (gostei mto dessa dos candeeiros), mas o vermelhoFaial tb tem alguma razão. é caso para dizer, que um verdadeiro democrata tem de saber ganhar e perder. O mundo contrói-se com vitórias e derrotas, e todos temos de conviver com as duas.

R.Dart disse...

Ele também tem razão sim, minha amiga. Nunca o neguei, e uma coisa não exclui obviamente a outra, complementam-se como meios na perfeição que é o fim - a saber: a democracia como realidade dum ideal pretendido.
Devo é salientar que o meu post vai de encontro à intolerância e falta de respeito que se tem demonstrado nas defesas dos candidatos nesta campanha, principalmente com as barbaridades que se escrevem na blogosfera. Desta forma custa-me sinceramente a acreditar que hajam muitos democratas por aí.
Mas enfim, isto tudo dava para um estudo psicológico extensivo de lobos vestidos de cordeiros.
Fica bem.